Google+ Followers

Exploração e uso de recursos naturais.


  1. ENEM - Se a exploração descontrolada e predatória verificada atualmente continuar por mais alguns anos, pode-se antecipar a extinção do mogno. Essa madeira já desapareceu de extensas áreas do Pará, de Mato Grosso, de Rondônia, e há indícios de que a diversidade e o número de indivíduos existentes podem não ser suficientes para garantir a sobrevivência da espécie a longo prazo. A diversidade é um elemento fundamental na sobrevivência de qualquer ser vivo. Sem ela, perde-se a capacidade de adaptação ao ambiente, que muda tanto por interferência humana como por causas naturais.
    Internet: (com adaptações).
    Com relação ao problema descrito no texto, é correto afirmar que
    a) a baixa adaptação do mogno ao ambiente amazônico é causa da extinção dessa madeira.
    b) a extração predatória do mogno pode reduzir o número de indivíduos dessa espécie e prejudicar sua diversidade genética.
    c) as causas naturais decorrentes das mudanças climáticas globais contribuem mais para a extinção do mogno que a interferência humana.
    d) a redução do número de árvores de mogno ocorre na mesma medida em que aumenta a diversidade biológica dessa madeira na região amazônica.
    e) o desinteresse do mercado madeireiro internacional pelo mogno contribuiu para a redução da exploração predatória dessa espécie.
  2. UFPR - Na(s) questão(ões) a seguir, escreva no espaço apropriado a soma dos itens corretos. "Conservação da natureza e exploração racional dos recursos..., problemas que remontam, em sua própria essência, à aparição do homem sobre a terra. Pois, desde o início, a humanidade exerceu uma profunda influência no seu hábitat, muito maior do que qualquer espécie animal e, por vezes, num sentido desfavorável aos equilíbrios naturais e aos seus próprios interesses, a longo prazo." (DORST, Jean. Antes que a Natureza Morra. Editora Edgard Blücher Ltda. 1973. p. 394). 
    Sobre a influência humana na natureza, é correto afirmar que:
    01) A extinção de espécies pode comprometer o equilíbrio ecológico de toda a comunidade.
    02) A destruição da vegetação tem contribuído para o processo de desertificação de várias áreas do planeta.
    04) A introdução de espécies em determinado local é sempre vantajosa, pois aumenta a biodiversidade.
    08) A destruição dos manguezais pode comprometer a pesca comercial, pois este ecossistema é criadouro de várias espécies de interesse econômico.
    16) Na região amazônica, a degradação ambiental é devida, exclusivamente, ao desmatamento e queima da floresta tropical úmida.
    soma = (   )      # 01 + 02 = 03 
  3. UNB - Algumas pesquisas estimam que, somente na Amazônia, encontram-se cerca de 30% de todo o estoque genético do planeta. Entretanto, essa riqueza está sendo rapidamente destruída pelo desmatamento para a extração de madeira e a exploração agrícola e pecuária. Os pequenos agricultores são responsáveis por 30% do total do desmatamento observado na região. Como mudam freqüentemente de local, observa-se nas áreas que abandonam, o aparecimento de florestas secundárias. Com o auxílio do texto, julgue os seguintes itens. 
    (1) A transformação de florestas em áreas agrícolas e em pastagens afeta a vegetação e as espécies animais que dependem da floresta para abrigo e alimentação. 
    (2) Fatores como tolerância ao fogo, peso das sementes e dispersão destas por animais podem afetar o renascimento diferencial de espécies vegetais da floresta. 
    (3) É correto atribuir aos pequenos agricultores os principais problemas da Amazônia.
    (4) O aparecimento de florestas secundárias aumenta o efeito estufa. 
     
    (5) Medidas como a regulamentação da exploração de madeira e a desapropriação de áreas de interesse florestal representariam algumas ações eficientes na proteção da floresta amazô
    nica.   # V V F F V
  4. UEPG - A água para o nosso consumo está se tomando cada vez mais escassa. É o que discutiu em Haia o Fórum Mundial da Água. Sobre esse assunto, assinale o que for correto. 
    01) A capacidade dos reservatórios de água diminui progressivamente por causa da sedimentação. 
    02) A maior parte dos habitantes do planeta carece de água potável. 
    04) Milhões de seres humanos morrem anualmente por doenças relacionadas com a água. 
    08) A maior parte da água do planeta é salgada e imprópria para consumo. 
    16) A superexploração das águas subterrâneas constitui ameaça à sobrevivência alimentar de muitas regiões, entre elas o México e a China.
      # 29
  5. ENEM - Nativas do Brasil, as várias espécies das plantas conhecidas como fava-d'anta têm lugar garantido no mercado mundial de produtos cosméticos e farmacêuticos. Elas praticamente não têm concorrentes, pois apenas uma outra planta chinesa produz os elementos cobiçados pela indústria mundial. As plantas acham-se dispersas no cerrado e a sua exploração é feita pela coleta manual das favas ou, ainda, com instrumentos rústicos (garfos e forquilhas) que retiram os frutos das pontas dos galhos. Alguns catadores quebram galhos ou arbustos para facilitar a coleta. Depois da coleta, as vagens são vendidas aos atacadistas locais que as revendem a atacadistas regionais, estes sim, os revendedores de fava para as indústrias. Depois de processados, os produtos são exportados. Embora os moradores da região tenham um vasto conhecimento sobre hábitos e usos da fauna e flora locais, pouco ou nada sabem sobre a produção de mudas de espécies nativas e, ainda, sobre o destino e o aproveitamento da matéria-prima extraída da fava d'anta. Adaptado de: "Extrativismo e biodiversidade: o caso da fava-d'anta". Ciência Hoje, junho, 2000. 
    Ainda que a extração das vagens não seja prejudicial às árvores, a estratégia usada na sua coleta, aliada à eventual pressão de mercado, são fatores que podem prejudicar a renovação natural da fava d'anta. Uma proposta viável para que estas plantas nativas não corram nenhum risco de extinção é 
    a) introduzir a coleta mecanizada das favas, reduzindo tanto as perdas durante a coleta quanto os eventuais danos às plantas. 
    b) conservar o solo e aumentar a produtividade dessas plantas por meio de irrigação e reposição de sais minerais. 
    c) domesticar a espécie, introduzindo viveiros que possam abastecer a região de novas mudas, caso isto se torne necessário. 
    d) proibir a coleta das favas, aplicando pesadas multas aos infratores. 
    e) diversificar as atividades econômicas na região do cerrado para aumentar as fontes de renda dos trabalhadores. 
  6. UNB - O pau-brasil foi o primeiro recurso biológico explorado comercialmente pelos colonizadores portugueses no século XVI. A preocupação com a proteção dessa riqueza levou os governantes a tomarem várias medidas. O texto a seguir reproduz trechos do "Regimento do Pau-Brasil", de 12 de dezembro de 1605, baixado pelo Rei Filipe II de Portugal e III da Espanha. 
    Eu El-rei. Faço saber aos que este Meu Regimento virem que sendo informado das muitas desordens que há no sertão do pau-brasil, e na conservação dele, de haver hoje muita falta, e ir-se buscar muitas léguas pelo sertão adentro, cada vez será o dano maior se não se der nisso a ordem conveniente, e necessária, como em cousa de tanta importância (...) Mandei fazer este Regimento que Hei por bem, se Mande se guarde daqui em diante inviolavelmente (...) 
    Parágrafo 1.° Primeiramente Hei por bem, e Mando, que nenhuma pessoa possa cortar, nem mandar cortar o dito pau-brasil, os seus escravos ou feitores seus, sem expressa licença, ou escrito do Provedor Mor de Minha Fazenda, de cada uma das Capitanias, em cujo distrito estiver a mata e confiscação de toda sua fazenda. 
    (...) Parágrafo 3.° O dito Provedor Mor fará fazer um Livro por ele assinado e numerado, no qual se registrarão todas as licenças que assim der, declarando os nomes das pessoas a que se derem e se declarará a quantidade de pau-brasil para que se lhes dê licença e se obrigará a entregar ao contratador toda a dita quantidade. 
    (...) Parágrafo 6.° Para que não se corte mais quantidade de pau-brasil que eu tiver dado por contrato, nem se carregue a cada Capitania mais do que boamente se pode tirar dela; Hei por bem que em cada um ano se faça repartição da quantidade de pau-brasil que se há de cortar em cada uma das Capitanias, em que há mata dele, de modo que em todo não se exceda a quantidade do contrato. 
    Parágrafo 7.° A dita repartição de pau-brasil que se há de cortar em cada Capitania se fará em presença do Meu Governador daquele Estado pelo Provedor Mor da Minha Fazenda (...) e nela se terá respeito do estado das matas de cada uma das ditas Capitanias, para não lhes carregarem mais nem menos pau-brasil do que convém para benefício das ditas matas (...) 
    B.J. Souza "O pau-brasil na história nacional". São Paulo: Companhia Editora Nacional, Coleção Brasiliana, vol.162, 1939 (com adaptações) 
    Acerca das informações contidas no fragmento acima do tema por ele abordado, julgue os itens abaixo. 
    (1) A motivação para a edição do "Regimento do Pau-Brasil" foi a percepção, pelo poder real, de que a exploração dessa madeira estava sendo feita de modo muito destrutivo, sendo necessário buscá-la cada vez mais longe. 
    (2) De acordo com o parágrafo 3.°, o Provedor Mor tinha como função registrar todas as licenças concedidas para a exploração do pau-brasil e anotar as quantidades contratadas. 
    (3) O parágrafo 6.° demonstra que, além de garantir a possibilidade de renovação da população de pau-brasil, El Rei estava preocupado com o cumprimento dos contratos de exploração da referida madeira. 
    (4) O parágrafo 7.°, ao determinar que era preciso fazer um levantamento da situação das matas das Capitanias, "para não lhes carregarem mais nem menos pau-brasil do que convém para benefício das ditas matas", evidencia que, mesmo intuitivamente, buscava-se uma exploração equilibrada do pau-brasil.
    #  V V V V 
  7. UFMG - Observe esta figura:

    A cana-de-açúcar foi introduzida no Brasil pelos portugueses, no início da colonização, e sua exploração constitui um importante setor da economia do país.
    É INCORRETO afirmar que a cana-de-açúcar
    a) reproduz vegetativamente, por meio do caule.
    b) é, filogeneticamente, relacionada com o milho e o arroz.
    c) produz flores vistosas polinizadas por pássaros.
    d) é utilizada para a fabricação de álcool. 
  8. PUCPR - Não é difícil perceber que os modelos econômicos adotados pelo Brasil ao longo da história têm provocado fortes concentrações de riqueza, com exclusão de expressivos segmentos sociais. Dessa distribuição desigual resulta grande parte dos problemas que o país enfrenta. Ao mesmo tempo em que degradam o homem, sua qualidade de vida e seu estado de saúde, esses padrões de desenvolvimento vêm favorecendo a degradação ambiental por meio da exploração predatória de recursos naturais e da poluição, as quais, por sua vez têm gerado impactos nas condições de saúde e qualidade de vida da população.

    Com relação à degradação ambiental, analise as seguintes afirmações:
    a) Chuva com alto teor de acidez provocado pela emissão de óxidos de enxofre e óxidos de nitrogênio provenientes de parques industriais, automóveis, metalúrgicas e siderúrgicas que quando lançados para a atmosfera se combinam com o CO2 e o NO2 gerando ácidos nítrico e sulfúrico.
    b) A condição atmosférica em que o ar frio permanece próximo ao solo, preso sob camadas de ar mais quente é conhecida como efeito estufa. Nessa condição os poluentes deixam de ser exauridos, concentrando-se próximos à superfície, aquecendo-a.
    c) O desflorestamento por queimadas promove a redução da biodiversidade e libera toneladas de CO2 para a atmosfera, além de impedir que haja uma fixação de CO2 por parte das plantas destruídas, aumentando a quantidade desse gás na atmosfera, contribuindo para o aumento da intensidade do efeito estufa.
    d) A destruição da camada de ozônio leva a um aumento de raios infravermelhos que, ao atingirem os seres vivos na Terra, promovem a destruição de proteínas e do DNA, provocando câncer de pele, catarata, alterações no sistema imunológico, danos nas colheitas, nos peixes e no plâncton de que se alimentam.
    e) Eutrofização hipereutrófica é um fenômeno que ocorre na água em virtude do aumento intenso da concentração de fosfatos e nitratos originados por resíduos agrícolas ou esgotos promovendo uma proliferação exagerada de algas que, apesar de alterar o sabor dessas águas, também promove um aumento considerável da biodiversidade por aumentar a disponibilidade de alimento.
  9. UFC - "O território brasileiro, devido a sua magnitude espacial, comporta um mostruário bastante completo de paisagens e ecologias do Mundo Tropical" (AB SÁBER, Aziz. "Domínios de natureza no Brasil". 2003).
    Uma dessas paisagens, a floresta tropical amazônica, vem sendo objeto de inúmeras discussões em virtude de sua crescente exploração. Esse bioma caracteriza-se por apresentar:
    a) solo com uma camada superficial pobre em matéria orgânica.
    b) solo dificilmente lixiviado, após destruição de sua cobertura vegetal.
    c) grande diversidade biológica, em virtude da variedade de nichos ecológicos.
    d) vegetação com grandes árvores lenhosas e deciduais com adaptações xeromórficas.
    e) árvores cujas folhas possuem cutícula bastante impermeável, caracterizando plantas perenifólias. 
  10. PUCPR - Analise as afirmativas relacionadas ao meio ambiente e ao seres vivos:
    I - O petróleo derramado acidentalmente nos mares e rios, como no Rio Iguaçu no ano 2000, forma extensas manchas que dificultam ou bloqueiam a passagem de luz, além de impedir a troca de gases entre o ar e a água, prejudicando os animais aquáticos.
    II - Pássaros que se alimentam de vegetais, em áreas de extenso uso do DDT, chegam a botar ovos com casca muito fina, levando a uma diminuição da densidade populacional desses animais.
    III - O mercúrio, metal líquido, usado no garimpo para a extração do ouro, nas áreas de exploração desse metal, oferece um risco muito grande aos seres vivos que o ingerem acidentalmente.
    IV - A camada de ozônio da atmosfera é afetada pelo lançamento indiscriminado no ar de gases, como o gás carbônico.
    Estão corretas:
    a) todas.
    b) apenas I, III e IV.
    c) apenas II, III e IV.
    d) apenas I, II e III.
    e) apenas I e III. 
  11. UFPE- Os ciclos biogeoquímicos na natureza vêm sofrendo a interferência da ação humana, caracterizada pela exploração excessiva dos recursos naturais e pela emissão descontrolada de resíduos. Com relação a esse assunto, podemos afirmar que: 
    (   ) em alguns ecossistemas, como em grande parte da floresta amazônica, a evapotranspiração é a principal fonte de vapor d água atmosférico.
    (   ) como as folhas das copas das árvores da floresta amazônica refletem parte da radiação solar, com o desflorestamento, há redução dessa reflexão, o que acarreta aquecimento do solo e acelera a evaporação.
    (   ) a atividade humana tem promovido um aumento da concentração de CO2 na atmosfera, pelo consumo exagerado de combustíveis fósseis, pela derrubada e queima de plantas e pela poluição dos mares. 
    (   ) embora não se constitua no principal fator do aumento de CO2 atmosférico, a queima de florestas compromete o equilíbrio ecológico, pois favorece o processo de desertificação e elimina espécies cujas potencialidades genéticas podem não ter sido avaliadas.
    (   ) um exemplo da atuação humana no ciclo do nitrogênio é a liberação de óxido nitroso (NO2), poluente gerado na produção e na aplicação de fertilizantes agrícolas e na queima de combustíveis fósseis.
    #  V V V V V